Publicidade Programática – O Guia Completo

As áreas da publicidade e da comunicação visual está em constante evolução, impulsionadas por tecnologias inovadoras que moldam a forma como as marcas se relacionam com os seus públicos-alvo. O Digital Signage, um canal dinâmico de comunicação de conteúdos digitais em ecrãs, surgiu como uma ferramenta poderosa para partilhar mensagens de forma eficaz. Neste contexto, a publicidade programática revolucionou a indústria, permitindo às marcas atingirem públicos específicos e personalizar mensagens de formas sem precedente

O que é a Publicidade Programática?

A publicidade programática é uma estratégia de marketing digital que utiliza algoritmos e tecnologia para automatizar a compra de espaço publicitário em tempo real. Em vez de depender de negociações humanas, a publicidade programática permite que as marcas comprem espaço publicitário de forma automatizada e baseada em dados. Esta abordagem baseada em dados é particularmente relevante no contexto do Digital Signage, onde a personalização e a segmentação precisas são cruciais para atrair o público.

Como funciona a publicidade programática?

Aqui está um resumo de como funciona a publicidade programática:

Um potencial cliente visita um site.

  1. O proprietário do site captura essa impressão e oferece-la para leilão, incluindo dados relevantes sobre o visitante do site por meio de uma plataforma de fornecimento (SSP).

  2. Os anunciantes fazem lances para essa impressão usando uma plataforma de procura (DSP).

  3. A impressão é então entregue ao licitante com o lance mais alto, cujo anúncio será exibido ao visitante.

Embora essas etapas possam parecer complexas, todo o processo ocorre em segundos, graças à funcionalidade Real-Time Bidding associada à publicidade programática. As propostas concorrentes passam por cálculos e análises automatizados para determinar com precisão a oferta com melhor custo-benefício.

Por exemplo, se os dados do visitante indicarem uma alta probabilidade de envolvimento com um anúncio específico, a rede de anunciantes veiculará um lance mais alto para essa impressão.

O Ecossistema da Programática

O ecossistema da programática

Vários componentes são cruciais para o funcionamento eficaz do sistema programático. Abaixo estão os principais componentes da programática:

Demand-Side Platform (DSP)

Um DSP é uma plataforma de software que permite aos anunciantes comprar inventário de publicidade de vários canais e publishers em tempo real. Oferece recursos para criação, gerenciamento e otimização de campanhas publicitárias programáticas.

Uma das principais vantagens dos DSPs é que eles lidam com todas as transações e segmentação de público-alvo em nome dos anunciantes. O processo é simples:

 

  1. Quando um visitante chega a um site, um sinal é enviado para uma troca de anúncios.

  2. A Ad Exchange entra em contacto com o DSP para determinar se o anunciante possui algum anúncio que corresponda ao perfil do utilizador para associação.

  3. Se houver uma correspondência, o DSP envia as informações do anúncio de volta à Ad Exchange e participa num leilão de lances em tempo real para aquele espaço de anúncio específico.

  4. O licitante com lance mais alto tem o seu anúncio destinado ao visitante do site.

 

Assim como um SSP gere todas as operações do lado do publisher, um DSP executa a mesma função do lado do anunciante. No entanto, há outro elemento crucial relacionado com os DSPs – uma Data Management Platform (DMP). Vamos explorar como esses dois componentes estão ligados.

Supply-Side Platform (SSP)

Um SSP é uma plataforma utilizada pelos publishers para controlar o seu inventário de publicidade disponível para leilões em tempo real. Ele permite que os publishers maximizem a receita conectando seu inventário a vários DSPs, alcançando assim um público mais amplo.

O aspecto digno de nota dessas plataformas é que elas capacitam os publishers (publishers) a aumentar o rendimento de seus anúncios conectando-se a várias bolsas de anúncios e estabelecendo preços mínimos. Quanto mais licitantes atrairem para seu inventário, maiores serão as chances de receber melhores taxas de CPM. Isso permite que os publishers garantam a venda do seu inventário pelos valores mais altos possíveis.

Data Management Platform (DMP)

Uma Data Management Platform (DMP) é uma ferramenta utilizada por anunciantes para guardar, organizar e analisar dados do utilizador a fim de criar perfis de público abrangentes. Esses perfis permitem que os anunciantes segmentem públicos de maneira eficaz, resultando em campanhas mais direcionadas e relevantes para grupos de utilizadores específicos. A ausência de DMPs deixaria os anunciantes sem as informações necessárias para determinar onde e quando adquirir espaço publicitário. Isto levaria a uma alocação ineficiente de orçamentos publicitários e a potenciais perdas de receitas. No entanto, com as opções avançadas de segmentação programática oferecidas pelos DMPs, os anunciantes podem otimizar com segurança seus gastos com publicidade.

Ad Exchange

Uma Ad Exchange atua como um centro virtual onde publishers e anunciantes negociam diretamente espaço publicitário, sem intermediários. Os publishers oferecem vários tipos de inventário de anúncios, como texto, imagens, gráficos, jogos para telemóvel, vídeo e espaços na aplicação. A troca opera por meio de lances em tempo real (RTB), permitindo que vários participantes façam lances em espaços de anúncios disponíveis. O licitante com lance mais alto ganha a oportunidade de exibir os seus anúncios.


As ad exchanges funcionam com base no princípio básico de oferta e procura: os publishers buscam o melhor preço para o seu espaço publicitário e os anunciantes buscam visibilidade proeminente. Esse mercado dinâmico enquadra-se na publicidade programática e opera usando tecnologia de lances em tempo real, conectando anunciantes (em DSPs) com publishers (em SSPs).

Agency Trading Desk (ATD)

Uma Trading Desk refere-se a uma equipa especializada com amplo conhecimento de publicidade e plataformas de procura (DSPs). Por meio da Agency Trading Desk (ATD), esses especialistas participam em leilões e posteriormente revendem aos clientes os espaços publicitários adquiridos, visando garantir os spots mais adequados.

Outros Elementos

Real-Time Bidding (RTB) Engine: O mecanismo RTB é um componente vital da publicidade programática, responsável por conduzir leilões em tempo real para determinar qual anúncio será exibido para um utilizador específico. Esta decisão é baseada em vários fatores, como perfil demográfico, comportamento do utilizador e valor do lance.

Ad Creative Management Platform: Esta plataforma auxilia na criação, customização e gestão de anúncios criativos publicitários. Ele capacita os anunciantes a desenvolver anúncios relevantes e visualmente atraentes para diferentes segmentos de público.

Machine Learning and AI Algorithms: Machine learning e algoritmos de Inteligência Artificial são utilizados para analisar dados em tempo real e otimizar automaticamente campanhas publicitárias. Eles auxiliam os anunciantes na tomada de decisões precisas, analisando o comportamento do utilizador e o desempenho de campanhas anteriores.

Analytics and Reporting Tools: As ferramentas de análise e relatórios são indispensáveis para avaliar o desempenho da campanha. Eles fornecem dados concretos sobre impressões, cliques, conversões e outras métricas importantes, permitindo que os anunciantes façam os ajustes necessários nas suas estratégias.

Como estão interligados os componentes do sistema de Publicidade Programática?

As informações acima demonstram que SSPs, DSPs, DMPs e Ad Exchanges estão interligados e juntos formam o ecossistema da publicidade programática. Esses componentes são cruciais para facilitar a compra e venda do inventário de anúncios, tanto da perspectiva dos publishers quanto da dos anunciantes, ao mesmo tempo que automatizam todo o processo. Essa automação permite operações simplificadas, economizando tempo e recursos para todas as partes envolvidas.


Abaixo está uma explicação concisa passo a passo de como funciona o ecossistema de publicidade programática e como os seus vários componentes interagem:

  1. Quando um anunciante deseja iniciar uma campanha digital, ele utiliza uma plataforma de procura (DSP) para simplificar o processo de compra do inventário de anúncios e otimizar a sua campanha;

  2. A DSP então procura inventários de anúncios programáticos disponíveis para venda de vários publishers, usando uma plataforma de oferta (SSP);

  3. Quando um visitante chega a um site, a DSP recorre a uma DMP para avaliar se o visitante é um candidato adequado para o anúncio que está sendo vendido, com base em vários critérios de segmentação;

  4. Se o utilizador for considerado uma boa correspondência, a DSP envia uma solicitação de anúncio a uma SSP e participa de um leilão para essa impressão;

  5. A DSP analisa os dados e os parâmetros alvo do anúncio e, posteriormente, faz um lance adequado;

  6. A SSP compara os lances de todas as DSPs participantes e vende a impressão ao licitante com lance mais alto, desde que exceda o preço mínimo do publisher;

  7. Todo o processo ocorre através de uma Ad Exchange, que funciona como casa de leilões para todos os participantes.

A explicação acima fornece uma compreensão mais clara das operações de bastidores de cada solicitação de publicidade programática e da interação entre os diferentes elementos do ecossistema. Agora que cobrimos os aspectos desafiadores, vamos explorar as diversas formas de publicidade programática e o seu funcionamento.

Tipos de segmentação programática fornecidos por DMPs

Graças às DMPs, os anunciantes podem aproveitar uma ampla gama de opções avançadas de segmentação de público para aumentar a eficácia dos seus anúncios. Aqui estão algumas das opções de segmentação disponíveis:

  1. Segmentação contextual: este método exibe anúncios com base no conteúdo de um site específico. Por exemplo, um site de notícias desportivas como o Eurosports provavelmente exibirá anúncios relacionados a marcas e competições desportivas. Por outro lado, uma empresa de consultoria em contabilidade pode obter melhores resultados anunciando num site como o accountability.org. No entanto, este método de segmentação tem limitações em comparação com outras alternativas.

  2. Segmentação comportamental: a segmentação comportamental é uma técnica popular na segmentação programática. Ele utiliza o histórico de navegação do utilizador e dados de cookies para mostrar anúncios relevantes com base nos seus interesses e pesquisas anteriores. Os anunciantes que usam esse método podem atingir efetivamente o seu público-alvo, independentemente dos sites que visitam no momento, pois os anúncios são mostrados com base nas suas ações anteriores.

  3. Segmentação por palavras-chave: esta forma de segmentação contextual exibe anúncios com base em palavras-chave presentes no conteúdo de um site específico. Por exemplo, se você vende carros, segmentará sites que apresentam palavras-chave relacionadas a carros, mas não aqueles com palavras-chave relacionadas a brinquedos para carros.

  4. Geo-Targeting: A segmentação geográfica é uma opção muito procurada que permite aos anunciantes mostrar anúncios seletivamente para utilizadores de regiões e países específicos. Isto também permite que as marcas entreguem anúncios em idiomas específicos, o que pode melhorar significativamente as taxas de conversão em mercados internacionais.

  5. Retargeting: Retargeting é uma opção de segmentação valiosa que permite aos anunciantes exibir suas marcas para indivíduos que já interagiram com seus produtos ou website. Esta opção de segmentação programática utiliza cookies de utilizador para identificar e voltar a impactar utilizadores que já possuem relacionamento com a marca, aumentando a probabilidade de conversão. Estas opções avançadas de segmentação oferecidas pelos DMPs são essenciais para a eficácia da publicidade programática. Isto destaca o papel integral que os DMPs desempenham no ecossistema de publicidade programática.

Tipos de Publicidade Programática

Dentro do ecossistema de publicidade programática, existem vários tipos de publicidade programática. Aqui estão três dos mais comuns:

  1. Real-Time Bidding (RTB)
    Os lances em tempo real (RTB) são amplamente utilizados no setor e envolvem a compra e venda de anúncios por meio de leilões em tempo real. O RTB destaca-se pela sua segmentação eficiente e venda seletiva de anúncios, permitindo que os publishers mostrem anúncios aos utilizadores mais relevantes com base no seu histórico de pesquisa e comportamento. Este sistema é habitualmente usado por DSPs para ajudar os anunciantes a alcançar seus clientes-alvo. É importante observar que, embora os lances em tempo real sejam um tipo de publicidade programática, a publicidade programática não se limita apenas aos lances em tempo real.

  2. Header Bidding
    O header bidding, também conhecido como pré-lance, é uma técnica programática avançada que permite aos publishers leiloar o seu inventário de anúncios em várias ad exchanges simultaneamente antes de solicitar chamadas para servidores de anúncios. Ao oferecer o seu inventário de anúncios a vários SSPs e ter vários DSPs fazendo lances no mesmo inventário, os publishers criam maior concorrência pelos seus espaços de anúncio, gerando receitas maiores. O header bidding envolve duas rodadas de lances, com DSPs conduzindo leilões internos entre os seus anunciantes e os lances mais altos de cada parceiro competindo num header bidding para ganhar o espaço de anúncio. O header bidding de vídeo é particularmente lucrativo, pois os formatos de anúncios em vídeo tendem a ter altas taxas de CPM.

  3. Programmatic Direct
    A programática direta opera de maneira diferente dos lances em tempo real (RTB), pois os publishers vendem diretamente o seu inventário aos anunciantes, em vez de leiloá-lo. Por meio de acordo mútuo, todas as métricas como CPM, impressões e posicionamentos de anúncios são predeterminadas. Há dois motivos principais pelos quais os publishers escolhem o direct programmatic: receita garantida dos anunciantes que compram diretamente inventário de anúncios e a oportunidade para os anunciantes garantirem espaços de anúncios exclusivos em sites específicos, incluindo potencialmente anúncios de aquisição de página inteira. Embora o direct programmatic represente uma parcela menor do mercado de publicidade programática, pode ser benéfico tanto para publishers quanto para anunciantes.

  4. Private Marketplace (PMP)
    A publicidade programática no private marketplace segue o mesmo princípio dos lances em tempo real, mas com uma diferença significativa. A licitação ocorre num mercado digital somente para convidados, excluindo ad exchanges e fornecendo acesso direto ao inventário de um publisher específico em termos personalizados. Embora a criação de um private marketplace exija mais recursos e comunicação direta, oferece vantagens tanto para anunciantes como para publishers. Os anunciantes obtêm acesso a um inventário de anúncios altamente direcionado e enfrentam menos concorrentes em leilões, enquanto os publishers podem obter preços premium devido à procura específica.

Vantagens da publicidade programática

A publicidade programática oferece benefícios significativos para publishers e anunciantes. A seguir apresentamos uma visão geral concisa das principais vantagens da publicidade programática:

Melhor eficiência de custos

Ao optar pela publicidade programática, os publishers podem reduzir significativamente a força de trabalho necessária para lançar e gerir os seus criativos, levando a reduções de custos. A tecnologia programática também permite que os publishers vendam o seu inventário de anúncios pelos preços mais altos possíveis por meio de leilões digitais.

Alcance superior

Os anunciantes podem alcançar um potencial de alcance notável com a publicidade programática, mostrando os seus anúncios em diversas redes de anúncios e ad exchanges simultaneamente. Isso permite que eles coloquem perfeitamente os seus anúncios em centenas, senão milhares, de sites.

Maior Transparência e Controlo

Os publishers que usam publicidade programática desfrutam de maior controle sobre os seus anúncios publicitários, pois recebem dados abrangentes sobre atividades e posicionamentos publicitários.

Acompanhamento e relatórios de desempenho em tempo real

No mundo predominantemente digital de hoje, a capacidade de adaptação é crucial para o sucesso. Portanto, o acompanhamento e os relatórios de desempenho em tempo real, fornecidos pela publicidade programática, são essenciais. A abundância de dados permite que os anunciantes otimizem seus anúncios antes do final de uma campanha e simplifiquem o trabalhoso processo de geração de relatórios.

Opções de Segmentação Extensas

A publicidade programática é caracterizada pelos seus recursos completos de segmentação. Os anunciantes já não precisam de alocar recursos para campanhas de amplo alcance, pois agora podem concentrar-se nos seus consumidores-alvo utilizando vários métodos de segmentação programática. Da segmentação contextual e comportamental ao retargeting do consumidor, os profissionais de marketing podem usar a publicidade programática para alcançar 98% dos consumidores que não convertem na primeira visita a um website.

Considerando todos esses benefícios, fica evidente porque a publicidade programática deve ser uma parte indispensável da sua estratégia de marketing. Um dos melhores aspectos é sua aplicabilidade a múltiplos canais de marketing. Quer trabalhe em marketing de conteúdo de vídeo ou PPC, poderá incorporar tecnologia programática nos seus esforços de publicidade.

Os Desafios da Publicidade Programática

A publicidade programática oferece muitas vantagens, mas também apresenta obstáculos significativos. Os profissionais de marketing muitas vezes encontram dificuldades com integração de dados, acompanhamento de campanhas e relatórios. Nesta publicação, examinaremos esses desafios com mais detalhes e exploraremos possíveis soluções.

Falta de transparência em relação às receitas

Um dos desafios mais significativos enfrentados pela publicidade audiovisual programática é a preocupação das marcas com a falta de transparência em relação ao desempenho da campanha. Garantir que os anúncios sejam exibidos a utilizadores reais, que sejam visíveis ou audíveis e que sejam apresentados em ambientes que conduzam a uma perceção positiva da mensagem representa um desafio considerável.

Taxonomia inconsistente de campanhas de marketing

Um dos principais obstáculos na publicidade programática é a taxonomia inconsistente das campanhas programáticas. Essas campanhas podem ter diversas convenções de nomenclatura e estruturas UTM (Urchin Tracking Module), tornando um desafio obter uma visão abrangente do desempenho de marketing.

Esta inconsistência resulta frequentemente em discrepâncias nas métricas de desempenho e dificulta a capacidade de medir com precisão a eficácia dos esforços de marketing. Sem uma taxonomia clara e consistente, otimizar campanhas, alocar orçamentos de forma eficaz e tomar decisões baseadas em dados tornam-se tarefas árduas. Uma solução para esse desafio é empregar uma plataforma de análise de marketing que padronize e consolide dados de campanha de diversas plataformas programáticas.

Dificuldades em extrair dados de várias contas de anúncios

Outro desafio significativo na publicidade programática é a dificuldade de extrair dados de múltiplas contas de anúncios. Os profissionais de marketing frequentemente executam campanhas programáticas em várias contas e plataformas de anúncios, cada uma com seu formato de dados e API exclusivos. Isto complica o processo de recolha e consolidação de dados, especialmente para os profissionais de marketing que não possuem conhecimentos técnicos para construir e manter os seus canais de dados.

Potencial economia de recursos após automatizar relatórios de marketing

Como resultado, los especialistas en marketing dedican mucho tiempo a extraer manualmente datos de innumerables cuentas publicitarias, lo cual es una tarea que requiere mucho tiempo y está llena de errores. Además, esto provoca retrasos en el procesamiento de datos y la presentación de informes, lo que obstaculiza la identificación de tendencias importantes y la optimización de las campañas.

Las plataformas de análisis de marketing son cruciales para cientos de equipos que valoran su tiempo y quieren evitar perderlo extrayendo datos manualmente de cuentas publicitarias programáticas.

Falta de visibilidade do desempenho entre canais

A incapacidade de analisar o desempenho orgânico e pago numa visão unificada é uma desvantagem significativa das plataformas programáticas. Normalmente, as equipas ficam limitadas às ferramentas analíticas nativas da plataforma, que não consideram dados de outros canais. Consequentemente, os profissionais de marketing devem agregar manualmente dados de canais orgânicos e pagos para obter uma compreensão abrangente da jornada do cliente e identificar os canais mais eficientes.

A agregação manual de dados não só consome um tempo valioso, mas também leva a dados incompletos ou imprecisos, dificultando os processos de tomada de decisão.

As plataformas de análise de marketing são inestimáveis para equipas que precisam acompanhar o desempenho de seus esforços em vários canais.

O futuro da publicidade programática: o que teremos pela frente?

O campo da publicidade tem feito progressos significativos ao longo dos anos e é evidente que a tecnologia programática continuará a desempenhar um papel crucial no seu futuro. No entanto, é importante notar que esta tecnologia ainda é relativamente jovem e está em rápida evolução, com novos players surgindo todos os dias. Embora a publicidade programática seja sem dúvida a tecnologia do futuro, a sua trajetória exata ainda não está determinada.

Então, o que podemos antecipar do futuro da publicidade programática? Que tendências provavelmente testemunharemos?

Maior destaque do Header Bidding

Uma das nossas previsões é que o header bidding ganhará muito mais popularidade num futuro próximo. Isso ocorre principalmente porque o header bidding oferece maior lucratividade para os publishers, levando mais empresas a adotá-lo à medida que reconhecem seu potencial. Embora seja improvável que o header bidding substitua completamente outras formas de publicidade programática, espera-se que ele domine o setor. Portanto, se deseja ficar à frente dos seus concorrentes, é aconselhável começar a explorar o header bidding sem demora!

Foco essencial na prevenção de fraude publicitária

No mundo online de hoje, onde a fraude publicitária digital é galopante, os anunciantes procuram ativamente formas de se protegerem. Atualmente, 36% dos cliques em anúncios gráficos são fraudulentos, a fraude em anúncios digitais faz com que as marcas percam US$ 1 para cada US$ 3 gastos em anúncios digitais. Isso representa uma parcela significativa da receita publicitária da maioria das marcas.

Dado o impacto alarmante da fraude publicitária, é seguro assumir que a indústria da publicidade programática dará prioridade ao desenvolvimento de soluções fiáveis para prevenir atividades fraudulentas. A tecnologia blockchain parece particularmente promissora neste aspecto, uma vez que os profissionais da indústria estão a explorar o seu potencial para combater o tráfego inválido. Embora a prevenção da fraude publicitária ainda não seja uma prática padrão na indústria, já existem formas dos publishers e anunciantes protegerem-se. Diversas empresas especializam-se em ajudar marcas a combater a fraude publicitária, tornando a parceria com elas a abordagem mais eficaz no momento.

Integração da Inteligência Artificial (IA)

A Inteligência Artificial tem-se tornado cada vez mais presente no marketing e aos poucos está a abrir caminho também na indústria publicitária. A IA e o machine learning provaram ser ferramentas poderosas para prever e automatizar vários processos publicitários, como a análise de métricas de anúncios e a segmentação de públicos específicos. Embora esta tecnologia ainda esteja nos seus estágios iniciais, espera-se que ganhe mais destaque num futuro próximo.

Personalização Avançada

A tecnologia da publicidade programática revolucionou a publicidade digital, oferecendo amplas opções de segmentação e rastreamento e otimização de campanhas em tempo real. No entanto, ainda há espaço para melhorias, especialmente no domínio da personalização.

Ao combinar as capacidades da IA com a tecnologia programática, já estão a surgir novas e melhoradas opções de segmentação. Esses avanços permitirão que os anunciantes atinjam com precisão o público-alvo desejado e criem anúncios altamente personalizados e alinhados às preferências de seus clientes.

Podemos antecipar com segurança que a tecnologia de segmentação continuará a melhorar para atender às procuras do mercado online altamente competitivo.

Mudança para publicidade programática interna

A nossa previsão final é que muitas empresas trarão cada vez mais os seus esforços de publicidade programática internamente. Esta mudança ocorrerá à medida que as marcas se apercebam das perdas financeiras incorridas ao confiarem em várias plataformas e intermediários. Esta tendência será particularmente notável entre os grandes publishers, uma vez que as suas perdas com os intermediários podem ascender a milhões de euros!


O futuro da publicidade programática apresenta perspectivas animadoras. Com o aumento previsto do header bidding, a necessidade imperativa de soluções de prevenção de fraude publicitária, a integração da IA, a procura de uma personalização melhorada e a mudança para operações internas, a indústria está preparada para uma maior evolução e inovação.

Até 2022, aproximadamente 62% das marcas terão transferido internamente os seus esforços de publicidade programática. Em 2018, apenas 45% das empresas geriam a sua publicidade programática internamente. No entanto, os especialistas prevêem que este número aumentará significativamente para cerca de 62% até 2022.

Embora um número crescente de marcas esteja adotando a publicidade programática interna, é importante observar que esta opção pode não estar disponível para todos. Os publishers mais pequenos, por exemplo, podem encontrar desafios no cumprimento dos requisitos mínimos para participar de forma independente em ad exchanges. Consequentemente, embora a publicidade programática interna possa ser uma escolha mais lucrativa, nem todas as empresas serão capazes de fazer a transição.

Conclusão

A utilização de técnicas programáticas está a remodelar o domínio da publicidade digital, particularmente no domínio do digital sigange. Ao incorporar estratégias programáticas, as marcas têm a capacidade de gerar experiências de visualização dinâmicas e altamente personalizadas. Esta abordagem não só aumenta a eficácia das mensagens, mas também estabelece um canal de comunicação mais eficiente entre as empresas e o seu público-alvo. Com os avanços tecnológicos contínuos, a integração da sinalização digital e dos métodos programáticos tem o potencial de revolucionar a maneira como as marcas se relacionam com o mundo. Ao permitir que os anunciantes direcionem com precisão seu público-alvo e otimizem suas estratégias dinamicamente, a publicidade programática não apenas melhora a experiência geral do utilizador, mas também maximiza o retorno do investimento. À medida que a tecnologia continua a evoluir, adotar estratégias de publicidade programática será essencial para as empresas que pretendem permanecer competitivas e relevantes no cenário em constante evolução da publicidade digital.