A Tabaqueira, subsidiária da Philip Morris International (PMI) em Portugal, é a empresa líder de tabaco em Portugal e uma das maiores do país, estando mesmo entre as dez principais empresas exportadoras a nível nacional. A empresa produz para mais de 25 países a partir da sua fábrica em Albarraque no concelho de Sintra, sendo a mesma um dos maiores centros de produção da PMI na União Europeia.

A Tabaqueira recorreu ao sistema World VDS de Digital Signage da Amplitude Net, para conseguir melhorar a gestão da sua informação que passa nos cerca de 1000 ecrãs existentes nos locais de venda a nível nacional, bem como conseguir ainda uma diminuição nos custos da operação face ao seu antigo sistema de Digital Signage que dispunha.

Embora a maioria dos ecrãs tenham acoplados pequenas máquinas Android e Windows, o seu parque global de ecrãs de Digital Signage conta ainda com uma percentagem muito significativa de Tablets Android.

Uma vez que uma parte elevada destes dispositivos é constituído por material de consumo e não equipamento profissional, preparado para estar ligado pelo menos 16h/dia e 7 dias por semana, verificaram-se restrições significativas a nível de hardware que exigiram algumas adaptações do software do World VDS, até porque uma parte considerável das máquinas Android ainda corriam versões de sistemas operativos já completamente ultrapassados.

Para além da necessidade destas otimizações técnicas do sistema de Digital Signage da Amplitude Net, o projeto contou também com uma série de outros desafios dos quais se destacam os dois seguintes:

1. Criação de um sistema simplificado para a Tabaqueira conseguir gerir facilmente os seus diferentes tipos de emissões

Fruto da variedade de ecrãs que dispõem (entre os quase 1000 ecrãs para Digital Signage), para além de haver 2 tipo de emissões com formatos diferenciados de 4:3 e 16:9, onde cada formato apresenta 3 tipos de resoluções diferenciadas, nomeadamente Full HD, HD e SD, há ainda ecrãs na vertical e horizontal, originando-se assim um grande conjunto de combinações possíveis para cada uma das emissões que pretendem transmitir.

O número de emissões distintas é também elevado, uma vez que os ecrãs estão colocados em locais muito diferenciados e com necessidades de comunicações distintas. Dentro do universo destes locais encontram-se as Tabacarias, Papelarias, Aeroportos, Postos de Gasolina com e sem área alimentar, onde para além da diferença dos produtos comercializados, há ainda restrições legais na comunicação que têm de ser satisfeitas, fruto do posicionamento e visibilidade dos seus ecrãs, como por exemplo se os mesmos estão colocados em montras nas Papelarias com visibilidade ao público exterior aos locais.

Todo o sistema foi montado tendo em atenção esta grande panóplia de situações possíveis, de modo a permitir minimizar ao máximo os tempos de gestão das playlists associadas às várias dezenas de situações possíveis. Assim, apenas com uma atualização de conteúdos realizada pela Tabaqueira numa playlist, são de imediato satisfeitas uma série de situação, de modo ao esforço necessário da gestão da operação ser largamente reduzido.

 

2. Substituição do Software em todos os locais com optimização dos tempos de instalação

Uma vez que os cerca de 1000 ecrãs da Tabaqueira não possuíam acesso remoto, foram necessárias visitas aos locais para serem efetuadas as alterações dos sistemas operativos e respetivos softwares, sendo que os displays da Tabaqueiras têm uma cobertura global do país.

Ao contrário de muitos outros projetos de Digital Signage já desenvolvidos pela Amplitude Net, em que os locais que têm ecrãs digitais fazem parte da instituição, e originam uma colaboração local muito ativa dos colaboradores para seu benefício próprio, neste projeto, os ecrãs da Tabaqueira são encarados para os estabelecimentos como um benefício secundário ao seu core, o que obrigou a uma articulação muito mais delicada entre as 4 equipas montadas pela Amplitude Net durante as instalações. Um bom exemplo disto são os 2 dias semanais em que ocorrem os jogos do EuroMilhoes que tornam as Tabacarias e Papelarias locais praticamente intransitáveis.

Face às restrições rígidas dos agendamentos para as intervenções de vários locais, nas só para os casos apontados para as Tabacarias e Papelarias como também para as visitas aos Aeroportos e parte das Bombas de Gasolina, foi montado um sistema inteligente de geração de rotas, com uma atualização em tempo real do estado de cada um dos terminais nos locais, que permitiu simplificar em muito os percursos que as 4 equipas de instalação tiveram de efetuar, conseguindo assim cumprir os objetivos das instalações em apenas aproximadamente 2 meses.

No final de 2015 a Tabaqueira iniciou de forma pioneira a comercialização do IQOS, uma inovadora forma de consumo de tabaco sem combustão, com uma redução de risco para a saúde muito significativa, sendo atualmente o principal produto destacado nos ecrãs de Digital Signage que dispõe.

Portugal foi o quarto país no mundo a iniciar a comercialização de IQOS, que conta já com aproximadamente 200 mil consumidores a nível nacional e cerca de 7,3 milhões em todo o mundo.

No início de 2019 a Tabaqueira foi a primeira empresa em Portugal e a primeira das afiliadas europeias da Philip Morris International a receber a certificação AWS (Alliance for Water Stewardship), que reconhece as boas práticas da empresa em matéria de uso sustentável da água, deixando evidente o compromisso para com a sustentabilidade em todas as suas atividades desenvolvidas.

Através deste novo projeto de Digital Signage que a Amplitude Net materializou, a Tabaqueira adquire um novo potencial para conseguir desenvolver as suas estratégias de marketing nos cerca de 1000 ecrãs que dispõe, permitindo assim que a empresa consiga efetuar as alterações da comunicação desejada em tempo real e de uma forma diferenciada para os seus locais e públicos pretendidos.

Translate »