Lançado no último semestre de 2019, o Raspberry Pi 4 tem vindo a gerar mundialmente uma grande revolução a nível do Digital Signage face ao baixo custo, confiabilidade e robustez associadas a este equipamento.

Se até à versão 3 do Raspberry Pi, as pessoas com conhecimento mais técnicos consideravam esta inovadora plataforma de hardware como uma solução DIY (Do It Yourself) ou era utilizado como um pequeno computador educacional nas escolas. A nova versão do Raspberry Pi 4 alterou radicalmente a forma como se passou a ver as possibilidades deste pequeno computador, o que tem levado muitas empresas a nível internacional a começarem a desenvolver as suas soluções de Digital Signage nesta nova plataforma.

A Amplitude Net já desde 2018 havia disponibilizado o seu software de Digital Signage World VDS na versão 3 do Raspberry Pi, havendo clientes que optaram nesse momento por esta solução em mais de 100 terminais, como por exemplo a Ropar, uma empresa de Portugal dedicada ao Fabrico de Calçado Ortopédico, sendo mais conhecida pela sua marca ARCOPEDICO.

 

Digital Signage Raspberry 3B+ vs 4Entre as maiores vantagens deste novo modelo 4 face ao modelo 3 que têm um forte impato para o Digital Signage destacamos as seguintes melhorias:

  • Velocidade do Processador (de 1.2 para 1.5GHz)
  • Memória em Velocidade e Capacidade (de 1GB para até 4GB)
  • Placa Gráfica (de VideoCore IV a 250MHz para VideoCore VI a 500MHz)
  • Saídas Gráficas (de 1 HDMI 1.4 para 2 micro HDMI 2.0)
  • Rede Ethernet (de 100Mb para 1Gb)
  • Rede WiFi (de norma n para norma ac)

Deste modo, se o software de Digital Signage World VDS na versão 3 do Raspberry Pi já apresentava uma excelente performance, na versão 4 esta tornou-se naturalmente muito superior.

 

Segue-se uma lista das principais vantagens que as empresas podem esperar com a utilização do Raspberry Pi 4, caso adotem este hardware para a sua solução de Digital Signage:

Baixo Custo

O Raspberry Pi 4 está disponível em 3 diferentes versões, diferenciadas apenas na capacidade da memória RAM, nomeadamente com 1GB, 2GB e 4GB. Embora seja necessário contemplar um custo adicional para acessórios necessários como a fonte de alimentação USB-C, cabo HDMI, cartão SD e a Raspberry Box (caixa de proteção do equipamento). Ainda assim, mesmo para o modelo de 4GB o valor final apresenta um custo muito reduzido para o potencial do equipamento em causa.

É de realçar que o Raspberry Pi é uma plataforma de hardware de qualidade comprovada pelo mercado, já que possui mais de 13 milhões de unidades vendidas a nível mundial. Complementarmente apresenta um ciclo de vida do produto superior a 7 anos, em que não há clones e está mundialmente disponível com muita facilidade, o que dá uma segurança absoluta a quem opta por esta solução para o seu sistema de Digital Signage.

 

Dimensões Reduzidas – cada vez mais essencial no Digital Signage

Com as dimensões de um cartão de crédito, o Raspberry Pi é um minicomputador muito confiável e totalmente sólido sem partes móveis (como disco rígido), pode funcionar sem ventilador, e está preparado para funcionar vários meses sem ser reiniciado sendo que praticamente não apresenta falhas a nível da placa de hardware. As únicas falhas ocasionalmente verificadas são as corrupção do cartão SD e falhas na fonte de alimentação, sendo que em ambos os casos os componetes são facilmente substituíveis.

No contexto de Digital Signage e Corporate TV, em que os ecrãs apresentam espessuras cada vez mais reduzidas, as dimensões dos players são naturalmente um fator relevante, já que os mesmos muitas vezes necessitam ficar acoplados entre o ecrã e a parede, de modo que o Raspberry Pi satisfaz com muito sucesso esta necessidade.

Raspberry Pi 4 e o seu tamanho reduzido

 

Digital Signage em ecrã Duplo

O novo Raspberry Pi 4 possui duas saídas HDMI, não sendo assim necessário hardware adicional para se conseguir este efeito. Assim, com um único dispositivo é agora possível efetuar-se a gestão de 2 ecrãs de Digital Signage de forma independente ao mesmo tempo.

Um contexto interessante para a utilização das duas portas de HDMI é na utilização de uma configuração de ligação cruzada de dois ecrãs associados aos dispositivos Raspberry Pi 4, que possibilita um cenário de fallback para aplicações críticas, caso uma das portas do dispositivo do Raspberry Pi 4 falhe, permitindo assim comutar instantaneamente os ecrãs pela porta HDMI que ainda está a funcionar. Uma aplicação prática deste cenário com aplicações críticas, está nos ecrãs em que são exibidas informações de vôos nos aeroportos.

 

Suporte completo para 4K no Digital Signage

Embora a maioria dos ecrãs existentes, bem como do conteúdos de vídeo produzidos sejam de 1080p, lentamente a resolução 4K começa a ganhar o seu espaço no Digital Signage, já que com o 4K haverá 4 vezes mais detalhes e clareza em comparação com 1080p. Os fornecedores de ecrãs já começam a oferecer estas soluções a nível de ecrãs profissionais e nos próximos anos será de esperar o lançamento de vários ecrãs de dimensões muitíssimo grandes, como aconteceu em 2019 com o lançamento do ecrã de 219’’ da Samsung denominado por “the wall”. Complementarmente a adoção do consumidor ao 4K está também a aumentar, o que constitui mais um fator que impulsionará a adoção do Digital Signage em 4K de forma significativa nos próximos anos.

Uma vez que o novo Raspberry Pi 4 oferece um suporte completo para 4K só reforça o fato deste hardware ser uma opção muito válida para o presente como também para o futuro do Digital Signage. O vídeo 4K deve ser codificado usando o H.265 suportado pelo descodificador de vídeo do hardware Raspberry Pi 4 sem nenhum licenciamento e custo adicional. Esta descodificação de vídeo suporta um alto perfil, até 60 frames por segundo, para que o vídeo seja suave e a reprodução seja absolutamente perfeita.

 

Mais memória

Com a opção avançada de 4 GB de memória RAM LPDDR4 do novo Raspberry Pi 4, passa a ser possível ser exibido mais conteúdo simultaneamente nos ecrãs, com um carregamento mais rápido, tornando assim o desempenho do hardware muito superior. Para o software de Digital Signage World VDS este aspeto poderá ter bastante relevância em situações de emissões complexas, uma vez que o nosso software ao contrário de outros existentes no mercado, permite uma divisão total do ecrã em várias zonas que se complementam, dando assim uma flexibilidade total aos clientes, para apresentarem no mesmo ecrã várias informações simultaneamente, provenientes de fontes distintas.

 

Versatilidade de módulos poderosos para o Digital Signage

Um dos fatores também relevantes da utilização Raspberry Pi é o fato de existem vários módulos de hardware que se podem acrescentar ao dispositivo permitindo que o mesmo possa ainda ter um uso ainda com maior relevância no Digital Signage.

Entre os vários módulos possíveis são destacados os seguintes:

  • Módulo POE (Power Over Ethernet) que permite ao Raspberry Pi receber energia pela rede dispensando o uso de transformador de corrente, sendo um aspeto importante para uso industrial ou em ambientes onde não é possível serem acrescentadas tomadas
  • Grande variedade de Sensores disponíveis como por exemplo de presença, luminosidade e temperatura
  • Módulo GPS, permitindo a adição de um receptor GPS, que oferece recursos de tempo de posicionamento e alta precisão o que é perfeito para se precisa verificar a localização do equipamento em movimento e com sistemas que exijam uma sincronização precisa da hora
  • Variada gama de ecrãs de tamanho pequeno ou mesmo de e-ink oferecendo assim um potencial muito grande para uma das áreas apontadas para o futuro do Digital Signage

Raspvberry Pi 4 - Exemplos de Digital Signage

 

 

CPU melhorado

Embora não seja o ponto forte do Raspberry Pi 4, ainda assim este possui um CPU muito competente de 4 núcleos com clock de 1,5 GHz, que lhe permite efetuar a renderização de páginas web com muitas animações numa taxa significativamente aceitável. No entanto a reprodução de vídeo é excepcional, podendo ainda serem criados gráficos avançados com suporte ao OpenGL ES 3.0.

 

Conclusões Finais sobre a utilização de Digital Signage com Raspberry Pi

Há naturalmente vários fatores que poderão influenciar as empresas a optar pela utilização do software de Digital Signage noutras plataformas, como por exemplo em hardware Windows. Caso determinados grupos empresariais necessitem de colocar muitos dispositivos numa rede interna com protocolos rígidos de segurança, tendo o grupo acordos efetuados com a Microsoft, ou mesmo quando se usa determinada marca de ecrãs em que os mesmos já permitem que nativamente a solução do World VDS possa correr.

No entanto, face aos vários pontos detalhados no artigo, fica evidente que a nova versão do Raspberry Pi 4 é no momento uma solução altamente eficiente e económica, caso as empresas pretendam adotar este dispositivo na sua solução de Digital Signage.

É de notar que a Amplitude Net é muito mais do que um Software de Digital Signage, pois para além do Software World VDS disponível nas mais variadas plataforma, dispõe ainda de um vasto conjunto de Serviços de Digital Signage, o que dá garantias às empresas do sucesso do projeto que venham a elaborar em qualquer plataforma.

 

Referências:
https://en.wikipedia.org/wiki/Raspberry_Pi
https://magpi.raspberrypi.org/articles/raspberry-pi-4-vs-raspberry-pi-3b-plus
https://www.raspberrypi.org/products/poe-hat/
https://www.rs-online.com/designspark/add-gps-time-and-location-to-a-raspberry-pi-project
https://www.seeedstudio.com/blog/2019/01/29/12-popular-raspberry-pi-displays-and-touch-screens/

 

Publicado em: 20-03-2020

As soluções da Amplitude Net vão muito além dos sistemas tradicionais de Digital Signage

Para discutir como o Software World VDS poderá proporcionar a sua experiência de excelência de Sinalética Digital, fale hoje connosco

Translate »